A empresa inscrita como clínica médica pode agora ter uma redução substancial de imposto de renda, se puder se enquadrar inteligentemente ás normas da lei 11.717/08, que apesar de ter mais de um ano em voga, é pouco conhecida e principalmente utilizada.

 

 

livro g-sis intercriarNesse enquadramento sugerido por essa lei o Imposto de Renda da empresa cai de 32% para 12%, sobre a receita bruta para apuração da base de cálculo da CSLL (Contribuição Sobre Lucro Líquido). Cai também de 32% para 08% sobre a receita bruta para a apuração de base de cálculo do IRPJ.

 

 

Em muitos casos, o re-enquadramento tributário da pessoa jurídica apresenta uma redução de até quatro vezes da carga tributária. Isso obviamente, representa um refluxo financeiro bastante importante para a operação da empresa médica e conseqüentemente, alívio mais que significativo no seu pagamento de impostos e taxas.

 

 

Vale frisar que esse enquadramento tributário está disponível apenas para um grupo de empresas médicas. Daí a necessidade de se procurar o seu contador ou advogados especializados para ser feito o enquadramento conforme a lei 11.727/08. Obviamente, que se faz necessário uma prévia análise estrutural e contábil para se saber as vantagens desse novo redesenho da carga tributária das empresas médicas.

 

 

Nós da Intercriar não fazemos esses serviços contábeis. Contudo, realizando pesquisas na Internet encontramos diversas empresas brasileiras que fazem esses estudos de re-enquadramentos contábeis.

 

 

Aos nossos clientes temos sugerido que eles façam estudos comparativos dessas situações para saberem se as suas empresas se encaixam nesse perfil da lei supracitada e se são vantajosas essas alterações.

 

 

Para quem vive diuturnamente procurando formas e maneiras de redução de custos das empresas médicas, essa é, portanto, uma boa oportunidade de reduzir a carga tributária dessas empresas.

 

 

Para conhecer a lei 11.727/08 Clique AQUI!

 

 

Crie seu sistema Independente de SaúdeSaiba Mais…

Anúncios