Fonte: InfoMoney

Link do Artigo: AQUI

SÃO PAULO – Médicos formados em universidades estrangeiras já podem participar do processo para ter o diploma reconhecido no Brasil.

O diploma do candidato precisa ser de um curso de graduação reconhecido pelo órgão competente do respectivo país. Além disso, a carga horária precisa ser de, no mínimo, 7,2 mil horas, com um período de seis anos de curso e estágio prático correspondente a pelo menos 35% da carga total do curso.

As inscrições para o processo de revalidação começaram na última segunda-feira (18) e ficarão abertas até o dia 12 de fevereiro, em 25 universidades públicas do País, segundo Agência Brasil.

Prazo
Até o ano passado, quem quisesse revalidar o diploma deveria procurar uma universidade pública e aguardar um processo que poderia levar até seis anos. Cada instituição tinha procedimentos e regras distintos para avaliar os documentos.

Agora, a previsão é de que tempo de espera seja reduzido em ate seis vezes.

Avaliação
O profissional que quiser ter o diploma revalidado passará por exames práticos e teóricos, mas antes deve se inscrever no processo e apresentar a documentação exigida.

As provas serão aplicadas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), autarquia do Ministério da Educação responsável por avaliações como o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e a Prova Brasil.

A lista dos candidatos que tiveram a inscrição aceita será divulgada até o dia 23 de março.