12 informações fundamentais que você precisa saber para poder contratar corretamente prestadores de serviços médicos.

 Introdução

Dez entre dez empresas médicas têm sérias dúvidas quanto ao processo de contratação de prestadores de serviços. Essas dúvidas vão desde a forma legal desse ato de prestação de serviço, passam pela carga horária do prestador, mergulham no medo do possível vínculo empregatício, submergem nos turvos processos de responsabilidades técnicas, emergem nas conflitantes relações de rateios de faturamentos e por fim chegam à praia dos pagamentos de impostos e suas faculdades nominativas.

Contratar ou ser contratado como prestador de serviços médicos é uma tarefa que precisa de cuidados especiais, atenção redobrada, formalização técnica e acertos pessoais capazes de gerar lucro e principalmente satisfação das partes.

Em muitos estudos de avaliação das relações entre os prestadores de serviços médicos e os tomadores destes, facilmente se notam as frágeis estruturas que sustentam essas relações e cientificam os verdadeiros nós conflitantes e possíveis de litígios e porfias. Quando se têm contratos formais estabelecidos entre as partes (isso ocorrem, em torno de 35% dos casos), ver-se que muitos destes documentos não se sustentam juridicamente devido as suas incongruências formais e principalmente técnicas.

Na maioria dos casos (algo em torno de 55%) essas relações são mantidas através de acordos verbais, que por força de lei, também tem valor legal, desde que mantidas e seguradas algumas formalidades deste estopo. Infelizmente apenas 11% das empresas médicas têm contratos genuínos e seguros. Essas últimas, obviamente, têm acesso aos serviços jurídicos de qualidade que lhes dão suporte específico.

BAIXE AQUI A VERSÃO DEMO << Como Contratar Prestadores de Serviços Médico DEMO >>

Anúncios