O governador Jaques Wagner se comprometeu na última semana (dia 6/7) a avaliar com representantes da equipe orçamentária e da Secretaria de Saúde (Sesab) a possibilidade de reajustar o salário dos médicos da rede estadual de saúde. O comprometimento do governador aconteceu durante cobrança feita por representantes do Conselho Superior das Entidades Médicas do Estado da Bahia (Cosemba) – onde o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb) tem representação – em audiência realizada na governadoria.

O governador reconheceu a defasagem salarial da classe médica, exposta pelos participantes da audiência, e afirmou que irá buscar um diagnóstico completo das contas da saúde para definir o que pode ser feito diante da capacidade do orçamento. Durante o encontro foi discutida a possibilidade de reajuste no salário base e incorporação de gratificações.

“Não posso me precipitar em falar valores porque não conheço a realidade, mas vou avaliar a nossa situação orçamentária e prometo muita atenção”, afirmou Jaques Wagner. O presidente do Cremeb, Cons. José Abelardo Meneses, reafirmou no final da discussão o interesse das entidades médicas atuarem lado a lado com o governo a fim de encontrar a melhor solução.

“Há uma defasagem grande entre os valores praticados na Bahia e o de colegas de outros estados do Nordeste. Não podemos continuar assim. Queremos acompanhar de perto o amadurecimento do estudo dessa matéria para que possamos atuar em conjunto em busca de uma solução”, declarou Cons. Abelardo.

Dos representantes do Cosemba, o governador Jaques Wagner, ao lado do secretário estadual de saúde Jorge Solla, recebeu um relatório elaborado pelos membros do Conselho, com estudo comparativo dos salários dos médicos da Bahia e de outros estados do Nordeste.
O encontro foi aberto com a fala do presidente da Associação Baiana de Medicina (ABM) e coordenador do Cosemba, Antônio Carlos Vieira Lopes, seguido pela fala de Cons.Abelardo Meneses, do presidente do Sindicato dos Médicos, José Caires, do Cons. Jecé Brandão, representante da Bahia no Conselho Federal de Medicina, e da diretora da ABM e delegada do Cosemba, Fabíola Mansur. O superintendente da Sesab, Alfredo Boasorte, também participou da audiência.
Antes do encontro, o Cons. Abelardo reuniu-se com Dr. José Caires, Dr. Antônio Carlos Vieira Lopes e Drª. Fabíola Mansur, na ABM, para fechar os últimos detalhes do documento apresentado ao governador.
Fonte: Cremeb