Já está no ar a REDE FENAM, uma rede social exclusiva para médicos interagirem e trocarem experiências sobre a profissão. Para integrar a rede, o médico deve se cadastrar com seu número de registro no Conselho Regional de Medicina.

A primeira foi disponibilizada em abril deste ano apenas para os profissionais registrados nos estados do Pará e Goiás, mas agora já está aberta para a participação de todos os médicos brasileiros, que poderão, ainda nesta fase de aprimoramento da Rede, opinar e dar sugestões de melhorias.
“Uma vez no ambiente virtual, o médico poderá criar comunidades, convidar amigos, referenciar geograficamente em mapas seu local de trabalho”, afirmou o secretário de Comunicação da FENAM, Waldir Cardoso. Ele lembra que apesar de a entidade ter criado a rede, o ambiente será aberto e democrático, sem moderação ou interferência nos conteúdos produzidos. A responsabilidade dos conteúdos será do participante, que, ao ingressar na rede, se comprometerá a utilizar a ferramenta de forma civilizada, segundo Waldir Cardoso.

“A REDE FENAM não tem como objetivo competir com grandes redes sociais, como o Facebook, mas visa oferecer ao médico uma alternativa de uma rede temática, na qual os colegas médicos possam interagir, discutindo nossos problemas, compartilhando nossas alegrias e esperanças no exercício da profissão. Poderá ser também um importante instrumento de mobilização da categoria”, destacou o secretário de Comunicação da FENAM.

Para participar da Rede, acesse: www.redefenam.org.br