No Brasil o tempo em média de formação em Medicina é de 7 anos. Após formar-se médico, o profissional pode-se fazer especialização ou uma residência médica que irá depender da especialidade e subespecialidade que optar.

Para entrar em um programa de residência médica, o médico deve ser aprovado e classificado em concurso de âmbito internacional e, devido ao grande número de médicos que se formam a cada ano, vem aumentando o número de profissionais que conseguem ser aprovados neste concurso. Os médicos residentes acabam optando por fazer especialização em curso normal de pós-graduações, que muitas vezes não apresentam o mesmo nível de qualidade exigido para um programa de Residência.

clinica medica popularA Medicina tem dois aspectos fundamentais que devem ser observados, que são: é uma área de conhecimento científico e é também uma área de aplicação desse conhecimento (as profissões médicas).

Atualmente se desenvolve o modelo de Medicina baseada em evidências é uma tentativa de ligar esses dois aspectos da arte médica (ciência e prática) através do uso do método científico, buscando através de técnicas e pesquisas científicas o melhor tratamento para um determinado paciente.

Às vezes, pode ser difícil distinguir entre ciência médica e profissão em Medicina. Os vários ramos especializados da Medicina são estudados por ciências básicas especializadas e por correspondentes profissões médicas, igualmente especializadas, que lidam com órgãos, sistemas orgânicos e suas doenças. As ciências básicas da medicina frequentemente são as mesmas de outras áreas da ciência da saúde ou ciência médica como a biologia, a física e a química.

No Brasil existem 14 profissões de nível superior, reconhecidas pelo Conselho Nacional de Saúde como da área de saúde sendo:

Biomedicina,
Biologia,
Educação Física,
Enfermagem,
Farmácia,
Fisioterapia,
Fonoaudiologia,
Medicina,
Medicina Veterinária,
Nutrição,
Odontologia,
Psicologia,
Serviço Social e,
Terapia Ocupacional.

Podem-se incluir também diversas profissões auxiliares (de nível médio e tecnólogos).

Na formação médica, nos últimos anos da faculdade de medicina, o futuro médico realiza o internato hospitalar em diversas áreas como clínica médica, cirurgia geral, pediatria e ginecologia e obstetrícia. Em algumas faculdades brasileiras já foi introduzido também o internato obrigatório em saúde coletiva, com estágios em medicina preventiva e social e medicina de família e comunidade.

Anúncios