Para entender os tipos de sociedades médicas, o empreendedor precisa conhecer as definições de empresário e empresa. Isso porque empresário é a própria pessoa jurídica e a empresa é a atividade econômica.
Vejamos um exemplo:

Clínica Médica Vida Nova Limitada. Proprietários (sócios) Dr. Agenor e Dra. Maria Rosa.

A pessoa jurídica que explora a atividade empresarial é a Clínica Médica Vida Nova Limitada. Sobre ela recaem os direitos e obrigações da exploração da atividade econômica da empresa titular. Dr. Agenor e Dra. Ana Rosa são sócios da pessoa Jurídica titular.

Nesse modelo de negócio os direitos são de responsabilidade da pessoa jurídica não dos sócios da empresa. Dessa forma se estabelece o modelo de contrato social que distingue a pessoa física da sociedade dos sócios. Essa separação serve para resguardar os patrimônios da empresa e dos sócios.

CLINICA POPULARRecomenda-se a orientação de contabilistas e advogados para a formatação desse contrato e sua justa aplicação.
Por lei brasileira o médico pode exercer sua atividade econômica de duas formas: como pessoa física ou quotista de uma sociedade.

As sociedades são pessoas jurídicas que no campo da medicina são enquadradas como Sociedade Simples (recomendadas para clínicas), Sociedade Empresária (recomendada para hospitais). Associações (terceiro setor) e Associação Empresária Anónima (grande conglomerado de serviços médicos).

Para a atividade de médico autônomo (pessoa física) o profissional de medicina poderá explorar a sua atividade de 04 formas. Sendo: médico residente, autônomo, proprietário de consultório e empregado.

O médico residente atua na modalidade de ensino Pós-Graduação destinada a médicos, sob formas de curso de Especializações. Teoricamente o médico residente não explora a atividade econômica da função, mas sim se aperfeiçoa para exploração futura da arte médica.

O médico autônomo pode atuar como profissional autônomo para outras pessoas jurídicas ou como proprietário de consultório. Nesses casos o profissional explorará a atividade em nome próprio e não terá a obrigação de integrar uma pessoa jurídica para explorar a sua empresa.

O médico empregado é um prestador de serviço de natureza não eventual (cumpri dias e horários de atendimentos) e é remunerado por salário. Dessa forma há toda relação econômica e trabalhista entre o médico empregado e a pessoa jurídica que lhe emprega.

É recomendado que o médico busque assessoria de contabilistas ou advogados antes de exercer as suas atividades econômicas de medica e conheça os seus diretos, deveres e obrigações de cada tipo de sociedades médica.

Anúncios