Imagine a seguinte situação:

O indivíduo acometido de uma dor súbita ou de uma suspeita de doença procura o serviço público de saúde e é atendido após quatro horas da sua chegada. O médico, em atendimento rápido, – não poderia ser diferente -, (afinal há dezenas de pessoas para serem também atendidas), faz o pré-diagnóstico, prescreve alguns medicamentos, solicita alguns exames e o encaminha para sala de enfermagem, onde o paciente receberá os medicamentos para aliviar as suas dores. Na saída da unidade médica o paciente é informado que os exames solicitados pelo médico poderão ser feitos ali mesmo nos próximos 25 dias. Os resultados estarão disponíveis nos próximos 60 dias e as outras consultas médicas e procedimentos complementares como USG, ECG e RX serão agendados para os próximos 120 ou 240 dias…”

O que este paciente fará?

Se não tiver outro jeito a dá, seguirá estes trâmites e dependerá deste tempo longo para saber o porquê das suas dores ou quiçá, doenças.

Porém, se o indivíduo do exemplo acima estiver realmente comprometido com a sua saúde e tenha algum recurso financeiro, ele procurará os meios alternativos de atendimentos e por certo será cliente dos serviços das centenas de clínicas medicas populares existentes no Brasil.

Nas clínicas médicas populares, em apenas uma semana, – em média -, o cliente do exemplo supra citado terá feito as suas consultas complementares, receberá os exames e procedimentos médicos solicitados e provavelmente terá o diagnóstico do seu mal ou doença.

E o melhor de tudo!

O cliente das clínicas médicas populares receberá atendimento digno e atencioso. Pagará valores justos e ajustados a sua condição financeira. (Afinal, os preços dos serviços médicos em clínicas médicas populares correspondem a 50% dos valores normalmente cobrados na categoria de serviços particulares). O cliente desta modalidade, poderá saber em tempo hábil as condições da sua saúde. O que é o mais importante e poder buscar a sua terapia e consequentemente, sua saúde.

Dá então para entender o porquê do sucesso das clínicas médicas populares?

É simples assim.

O serviço público de saúde até que tenta atender todas as pessoas que procuram seus serviços. Contudo, os serviços de ambulatórios são em centenas de milhares por dia. Ou seja; é impossível atender toda a demanda.

Deste bojo, em média 36% da clientela não atendida dentro das condições do SUS procura os serviços das clínicas médicas populares. Que obviamente, por questões de gestão, tem condições melhores de atendê-las.

Sem mais delongas, isso comprova porque as clínicas médicas populares têm crescido em média nacional 13,7% ao ano em nosso país.

Por certo, não há na cadeia de negócios de saúde no Brasil melhor opção de investimentos de que as clínicas médicas populares.

Quer comprovar este anunciado?

Visite uma unidade de serviços públicos de saúde e pergunte para as pessoas o que elas fariam se tivessem acesso aos serviços das clínicas médicas populares.

As respostas você já sabe.

Quer saber como entrar neste fantástico negócio? Conheça o nosso e-book Clínica Médica Popular. Acesse AQUI!