O mercado mundial de serviços de estética cresce em média 18,6% ao ano, segundo a OMC (Organização Mundial do Comércio). No Brasil, nesse mesmo período, esse crescimento é da ordem de 12,2% segundo dados do IBGE. Estima que somente esse mercado local movimenta R$ 23 bilhões por ano.

Alguns fatores contribuem para esse crescimento, como:

  • Maior participação da mulher brasileira no mercado de trabalho;
  • Aumento do poder aquisitivo dos brasileiros;
  • A utilização setorial de tecnologia de ponta;
  • Aumento da produtividade, favorecendo os preços menores no setor;
  • Lançamentos constantes de novos produtos;
  • Perfeito atendimento as necessidades do mercado;
  • Aumento da expectativa de vida das pessoas.

Segundo o IpeaInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada – o segmento de centro de estética tem crescido em média 8,3% ao ano, com ênfase nas regiões sudeste, sul e Centro-oeste. Nessas regiões o crescimento de alguns estados ultrapassou a média de 13,8% ao ano.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Atualmente, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de cirurgias plásticas, perdendo somente para os Estados Unidos, e é considerado o número um em relação ao aperfeiçoamento de novas técnicas e à qualificação dos cirurgiões. Atualmente, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de cirurgias plásticas, perdendo somente para os Estados Unidos, e é considerado o número um em relação ao aperfeiçoamento de novas técnicas e à qualificação dos cirurgiões.

 Outros fatores que tem aumentado a realização de cirurgias plásticas no Brasil têm sido o barateamento dos preços dos serviços médico e os parcelamentos destes preços. Existem cirurgiões plásticos em todo o território nacional e acredita-se que esse mercado movimenta aproximadamente 02 bilhões de reais por ano.

 Por se tornar uma referencial mundial em cirurgias plásticas, o Brasil tem atraído clientes de todo o mundo e com isso movimentado também o mercado de turismo. Isso porque são necessários pelo menos 30 dias para cirurgias simples e três meses para cirurgias mais complexas. Incluindo-se nesses períodos o pré e o pós-operatório.