pesquisa intercriarConheça os índices:

# Índice Idsus – avalia a qualidade do atendimento em todos os municípios, estados brasileiros de acordo com uma escala de 0 a 10 utilizando o resultado do cruzamento de 24 indicadores próprio.

# Índice Idsmp – O índice de desempenho dos serviços médicos privados foi desenvolvido pela Intercriar para avaliar a qualidade desses serviços em localidades com possibilidades de implantação de clínicas médicas populares (CMP’s). Este índice é composto de 10 itens de avaliações técnicas e operacionais dos serviços médicos privados, dando-lhes notas de 1 a 10.

Avaliação do Idsus:

O Sistema Único de Saúde. (SUS) divulgou no ano de 2012 o Índice de Desempenho do SUS (Idsus) que avalia o atendimento em todos os municípios, estados brasileiros de acordo com uma escala de 0 a 10. A próxima divulgação ocorrerá em meado de 2015.

Segundo o Ministério da Saúde, o índice é o resultado do cruzamento de 24 indicadores que avaliam se a população está conseguindo ser atendida em uma unidade pública de saúde, além da qualidade do serviço. Esta avaliação é feita em toda cadeia do SUS, compreendida por hospitais, laboratórios e clínicas médicas.

As avaliações técnicas levaram em conta os seguintes itens: a) – o tamanho da população (inclusive com plano de saúde); b) – a estrutura disponível e, c) – a condição econômica de cada município. No Idsus os municípios brasileiros foram divididos em seis grupos conforme semelhanças econômicas e de atendimento aos habitantes.

A nota média nacional do Idsus é 5,47. É considerada um bom desempenho o município que obtém nota superior a 7.

Na avaliação estadual nenhum estado brasileiro obteve nota superior a 7. Os mais bem colocados foram os estados de Santa Catarina (6,29) e Paraná (6,23). As piores notas ficaram para os estados do Rio de Janeiro (4,59), Roraima (4,49) e Pará (4,17).

Apenas 1,9% da população brasileira vive em cidades com notas do Idsus acima de 7,0. Dos 5.570 municípios brasileiros apenas 347 têm o índice acima de 7,0. A maior parte da população (46,5%) vive em municípios com índices de 5 a 5,9 (segundo os SUS, notas consideradas regulares); 24,5% dos brasileiros vivem em localidades com notas entre 6 e 6,9; e 24,1% estão em localidades cuja nota está entre 4 e 4,9.

A classificação regional do Idsus foi a seguintes: Sul, (6,12). Sudeste (5,56); Nordeste, (5,28; Centro-Oeste, (5,26) e a região Norte, (4,67).

As melhores notas do Idsus por cidades foram para Vitória (ES), 7,08, Barueri (SP), com 8,22, Rosana (SP), com 8,12, ; Turmalina (MG), com 7,31, Arco-Íris (SP), com 8,38,; e Fernandes Pinheiro (PR), com 7,76.

Entre os piores índices estão os municípios de São Gonçalo (RJ), com nota 4,33, Colorado do Oeste (RO), com 4,18, Novo Repartimento (PA) com 3,65, Cujubim (RO) com 3,20, e Pilão Arcado (BA), com 2,50.

Os dados do MS sobre o Idsus podem ser acessados neste link: http://idsus.saude.gov.br/mapas.html

Se você pretende implantar uma clínica médica popular na sua cidade, acesse o link acima, veja o Idsus da sua localidade e compare-o com o Idsmp

Índice Idsmp – Com a aplicação do Idsmp o empreendedor poderá obter uma visão geral da qualidade dos serviços médicos da sua localidade.

Para obter o Idsmp o empreendedor deve realizar uma simples pesquisa de opinião de clientes de serviços médicos locais solicitando-lhes que deem notas de 1 a 10 para apenas 10 perguntas pré definidas.

As 10 perguntas do Idsmp, a tabulação dos dados e como avaliar os resultados em relação ao IDSUS estão disponíveis para os clientes do serviço de Consultoria CMP On-line. Saiba mais aqui.